Que os outros sejam

o NORMAL

Texto e Direção:  Djalma Thürler

Atuação:  Mariana Moreno e Duda Woyda

Assistente de Direção:  Marcus Lobo

Iluminação:  Marcus Lobo

Cenário:  Djalma Thürler

Figurino e Maquiagem:  Luiz Santana

Direção Musical:  Cassius Cardozo

​Design Visual:  Clarissa Ribeiro

​Cenotecnia:  Gei Correia

​Roteiro de Apresentações

Salvador - BA

Santos - SP

Floriano - PI

A montagem traz um olhar crítico pelo mundo contemporâneo, suas mazelas, sua desordem aparente, a partir da interpretação de Duda Woyda e Mariana Moreno. Há um cenário vazio, objetos expostos, dois atores e um protesto em alusão ao texto da atriz trans sudaca, Susy Shock: “Reivindico o meu direito de ser um monstro e que os outros sejam o normal”.

Com a estreia da nova peça, a ATeliê voadOR interrompe o ciclo de quatro monólogos que circulam pelo país. O último deles, “Uma mulher impossível”, que foi indicado a quatro categorias no Prêmio Braskem de Teatro 2017 e consagrou Mariana Moreno como a melhor atriz daquele ano.

Heder Novaes

© 2020 by ATeliê voadOR Teatro - Salvador - Bahia - Brasil.

  • Facebook Long Shadow
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Long Shadow
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now